sexta-feira, 1 de julho de 2022

Temporada de Inverno de Canela, na Serra Gaúcha

 “Evento começa agora a noite com show sertanejo, mas atrações seguem até o dia 9"

Começa hoje (1º) com muita música, a temporada de Inverno em Canela.  Os sertanejos Ruy & Mateus, Leo e Amigos se apresentarão no Multipalco da Praça João Corrêa, abrindo as atrações do fim de semana. 

Rui e Mateus

No sábado, Bier Rock Band traz os principais clássicos do rock in roll através de uma performance enérgica e divertida; Pedro Jugles, porto-alegrense radicado em Canela há 3 anos, une a poesia à performance cênica em seus shows será o segundo show da noite, que encerrará com renomada Maria do Relento que tem 6 álbuns lançados, participação em diversas coletâneas e uma coleção de hits que empolgam o público em cada apresentação.

                                            Pedro Jugles                          @Jeferson Rodrigues   

Para encerrar o fim de semana, sobe ao palco o Projeto Recorda Som, que reúne artistas canelenses que proporcionam através da música uma viagem desde os anos 60 até o ano 2000. As apresentações acontecem  a partir das 20h, no Multipalco da Praça João Corrêa, em espaço coberto, caso chova.

Durante o dia Canela traz, nos pergolados da Avenida Osvaldo Aranha o projeto Música na Rua. Neste sábado os artistas serão Léo De Abreu e Bruno Rauber, às 11h, Érique Hanel – Sax, às 14h e Asaf e Rodrigues, às 16h.

                   Maria do Relento                    @Janaina Souza

O centro de Canela está todo decorado com pinguins, bonecos de neve, trenzinho e até lareira para receber o público que se encanta e não cansa de fotografar a acolhedora cidade.

A Temporada de Inverno contará com shows musicais também nos dias 9 e 10 de julho e, de 15 a 31, ocorre a Festa Colonial, com muitas atrações culturais e produtos coloniais.

O turismo representa 80% da economia de Canela e a Temporada de Inverno, um período de grande visitação turística espera receber, além da comunidade da região, cerca de 400 mil visitantes.

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Lançado “Código de Conduta” contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no Turismo

 “Iniciativa do Ministério do Turismo em parceria com Instituto Federal de Brasília combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no Turismo”

O município paraense de Salvaterra, na Ilha de Marajó (PA), foi palco no dia 21 de junho do lançamento do Código de Conduta Brasil, ação do Ministério do Turismo, em parceria com o Instituto Federal de Brasília (IFB), que tem como objetivo combater a exploração sexual de crianças e adolescentes no setor de Turismo. O evento fez parte do ciclo de entregas mensais do Programa Abrace o Marajó, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O Código de Conduta é um instrumento de compromisso, de livre adesão, que tem como objetivo orientar e estabelecer padrões de comportamento ético de empresas e prestadores de serviços turísticos, seus funcionários e colaboradores, que trabalhem direta ou indiretamente no contexto do turismo para que, no desempenho de suas atividades, adotem ações de prevenção e enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes. Ter um destino com empreendimentos que demonstram compromisso com este tema e possuem atendentes e funcionários capacitados dentro da esfera de proteção às crianças e adolescentes, fortalece a rede de proteção a esta parcela da população e qualifica o destino turístico.

A empresa que adere ao código, recebe um selo de reconhecimento que poderá ser utilizado em seus materiais promocionais ou em seu estabelecimento. Este reconhecimento permite que o empreendimento se posicione como uma empresa que adota atitudes responsáveis. 

Lançamento contou com a presença do Ministro do Turismo

Como parte da agenda de lançamento, o IFB promoveu oficinas de sensibilização sobre o tema junto à comunidade de Salvaterra durante 02 dias. Foram oito horas por dia dedicadas ao levantamento de estratégias adequadas à região para a adoção do Código a partir dos problemas e saberes locais.

As oficinas foram organizadas pelas professoras do IFB, Sandra Tabosa e Simone Pinheiro, e tiveram como metodologia as sete Práticas da Pedagogia da Cooperação. Este é o passo do projeto que tem como meta ativar o Código de Conduta, nos próximos oito meses.

                                                   Ministro Carlos Brito   @Marcelo Camargo

Para atingir os objetivos do programa, serão realizadas ações de prevenção, sensibilização e divulgação direcionadas aos profissionais do Turismo. “Nosso governo tem a missão de proteger nossas crianças e adolescentes de qualquer tipo de exploração no turismo e o lançamento do Código de Conduta Brasil no Marajó, como parte do Programa Abrace o Marajó, mostra que este é um trabalho integrado e que conta com a parceria valorosa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos”, afirmou o ministro do Turismo, Carlos Brito, presente ao lançamento.

A coordenadora do projeto, Elissélia Paes, professora do IFB, esclareceu quais serão as próximas fases. “Além do lançamento e das oficinas, faremos a atualização do Manual do Multiplicador, uma capacitação para a disseminação do Código e eventos para a divulgação destes produtos”.

Acompanhe no instagram @projetomultiplicadoresdobem o andamento destas ações de disseminação do Código e apoie a prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes no Turismo.

ABRAJET E AFEET apoiam a campanha

Jornalistas profissionais de Turismo associados à ABRAJET Nacional (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo) e as executivas de Turismo associadas a AFEET Brasil (Associação Federativa de Executivas de Empresas Turísticas) também defendem a luta pelo combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no Turismo e apoiam a iniciativa do Ministério do Turismo e Instituto Federal de Brasília (IFB).

Associadas da AFEET divulgam campanha no Festuris 2021

Desde 2019, as duas Associações atuam para desenvolver ações conjuntas para conscientizar a população no combate do turismo sexual, um problema ainda no Brasil, e orientam a qualquer pessoa que presencie este tipo de conduta para que faça denúncia, mesmo que anônima, ligando para o Disque 100, telefone que funciona 24 horas por dia ininterruptamente.

Com informações do Mtur e Bom Dia Santa Catarina

Fotos: divulgação

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Recém lançada, startup de experiências e passeios turísticos recebe primeiro aporte financeiro

“Glad recebeu um investimento de US$ 1 milhão para acelerar o desenvolvimento de novas funcionalidades”


 Após ser lançada no mercado, no último mês de abril, a Glad (Android e Apple Store), plataforma digital para agendamento e compra de experiências e passeios turísticos, recebeu seu primeiro investimento externo, no valor de US$ 1 milhão, feito por um investidor (pessoa física) que pediu para não ter seu nome revelado.

Com esse aporte pré-seed, a travel tech vai triplicar o tamanho do time de desenvolvedores, que, atualmente, conta com 5 profissionais, para acelerar novas funcionalidades na plataforma, além do lançamento de uma versão para a Web.

A Glad foi criada em 2021 e até o mês de abril deste ano, seus três fundadores (Cristiano Cruz, CTO, Lucas Scherpel, CEO e Yan Oliveira, COO) aproveitaram o período para testar e validar o produto, depois de investirem cerca de R$ 1 milhão para desenvolverem a plataforma.

Criada para conectar interessados em atividades e passeios diferentes com anfitriões e empresas turísticas, a Glad conta, atualmente, com 400 atrações de diversas localidades do Brasil já cadastradas e validadas. Isso porque antes de poder ser visualizada na plataforma, cada atividade é testada pessoalmente pelo time da Glad. 

Lucas Scherpel, CEO da Glad

Segundo o CEO da empresa, Lucas Scherpel, o momento é muito positivo para a startup devido à retomada do turismo doméstico. “Vamos aprimorar nossa plataforma para atrair mais usuários, anfitriões e operadoras de passeios e, assim, aproveitarmos a retomada das viagens e das atividades turísticas que deve continuar em alta”, diz Scherpel.

Em 2021, as operadoras de viagens fizeram 7,4 milhões de embarques totais de viajantes, o que representa um acréscimo de 17,2% frente a 2019, superando o número pré-pandemia. Desse total, cerca de 96% foram para destinos domésticos. Os dados são da Braztoa, entidade que reúne as empresas do setor no país.

Na Glad, é possível encontrar diversos tipos de experiências, como passeios em veleiros, voos de balão e paramotor, salto de paraquedas, passeio de helicóptero e até acampamento na montanha.

O usuário pode ver as atrações mais próximas do local onde ele se encontra ou de um determinado destino, além de consultar horários disponíveis da experiência e fazer a reserva e o pagamento.

Até o final deste ano, a Glad quer chegar no México e, em 2023, em alguns países da América Latina, como Argentina, Chile, Peru e Guiana Francesa. Para 2024, o objetivo é aterrissar em alguns dos principais países da Europa, como Portugal, Reino Unido, França e Suíça.

Fotos: divulgação

sábado, 25 de junho de 2022

Preço das passagens aéreas dispara em 2022, aponta relatório

Pesquisa apresentada pela Onfly, com base em dados da Anac, mostra como fatores geopolíticos e pandemia influenciaram na alta dos preços dos bilhetes aéreos"

Os preços das passagens aéreas no Brasil dispararam em 2022. É o que mostra uma pesquisa conduzida pela Onfly, startup especializada em gestão de viagens e despesas para empresas, com base em dados extraídos da própria plataforma e do site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Apenas em 2021, as tarifas aumentaram 19,3% e, em 2022, até fevereiro, a alta foi de quase 15%.

Para os trechos com maior tráfego de passageiros, o aumento foi ainda maior, entre três e quatro vezes. Além das empresas diminuírem as tarifas promocionais, que levavam os preços para baixo dos valores convencionais, ainda foram adicionados os reajustes. Por exemplo: os trechos São Paulo (Congonhas) ao Rio (Santos Dumont) e São Paulo (Congonhas) à cidade de Belo Horizonte (as duas rotas comerciais mais importantes do país) apresentaram as maiores variações. O preço da passagem chegou a ficar quatro vezes mais caro, lembrando que são viagens que levam, dê avião, em torno de 1 hora e 20 minutos.

Veja a tabela abaixo, com informações retiradas da base de dados da Onfly:

Dois foram os fatores primordiais para o grande aumento no preço dos voos nacionais. O primeiro fator foi o reajuste que as companhias aéreas realizaram no período de flexibilização e retomada das viagens pós-pandemia da Covid-19. Sejam viagens de negócios ou turismo, as empresas aéreas seguraram os valores das passagens com preços promocionais artificialmente devido à baixa demanda e procura durante a pandemia.

Outro fator de enorme influência foi a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que bagunçou o mercado mundial energético e de combustíveis. As incertezas dentro do cenário macroeconômico mundial elevaram, com valores recordes, o preço do petróleo, influenciando expressivamente o preço médio do querosene de aviação (QAV), somado ao aumento na cotação do dólar, que pressionou cada vez mais o setor da aviação, com efeitos diretos nas passagens aéreas nacional e internacional – focos de discussões dentro e fora do mercado.

“Em abril de 2021, nosso tíquete médio na Onfly era de R$ 1052,00, com ADVP (tempo de antecedência de compra) de 8 dias. Atualmente, o tíquete médio está em R$ 2155,00, com ADVP de 14 dias, o que mostra uma variação de 104% em um ano, mesmo com o cliente planejando para comprar com mais antecedência”, relata Marcelo Linhares, CEO da Onfly.

Marcelo Linhares
Linhares dá algumas dicas de como empresas que dependem do deslocamento aéreo podem tentar minimizar os efeitos da disparada de preços. Ele orienta que, sempre que possível, os viajantes optem pela antecedência. Com a redução dos preços promocionais, quanto antes a compra, melhor a chance de conseguir um valor menor.

Também é importante usar sistemas de gestão de viagens que entregam dados em tempo real e ajudam em vários outros quesitos relacionados ao deslocamento dos colaboradores. Assim, é possível potencializar as rotas de acordo com os roteiros pré-estabelecidos e, às vezes, até fugir da rota aérea e viabilizar outras possibilidades, como locação de carro ou ônibus.

“Quanto melhor a gestão das viagens dentro de uma organização, maiores serão as economias e menores os efeitos dos aumentos das passagens aéreas. Por exemplo, uma passagem de Belo Horizonte para São Paulo com 16 dias de antecedência pode ser encontrada por R$ 300,00, este mesmo trecho, comprando com um dia de antecedência, pode custar até cinco vezes mais caro”, finaliza Marcelo Linhares.

fotos: divulgação

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Pensando em viajar? Confira dicas para planejar uma viagem sem dores de cabeça

“Voos ficam mais caros em datas festivas e períodos de alta temporada” 

Para qual destino viajar?
Qual a melhor época do ano? 
O que não posso levar na bagagem de mão do avião? 

Essas são algumas dúvidas que podem surgir ao iniciar o planejamento de uma viagem de férias. Pensar nesses detalhes é necessário para evitar dores de cabeça e curtir os momentos de descanso tranquilamente. Para o proprietário da Capo Viagens, Orsini Nascimento, o primeiro passo para organizar uma viagem é definir o local e a data. Depois, ele recomenda verificar a estação do ano e o clima do destino, pois essas informações podem influenciar o valor da passagem. Ele alerta ainda que, em datas festivas e períodos de alta temporada, os voos ficam mais caros. “Também recomendo pesquisar sobre como está o destino da viagem em determinadas épocas do ano: no Caribe, por exemplo, em alguns meses, há temporada de furacões. Já para quem opta viajar pelo Brasil, no Nordeste há sol o ano inteiro”, explica. Orsini também sugere começar o planejamento da viagem com seis meses de antecedência e, faltando três meses para as sonhadas férias, comprar a passagem aérea, pois há mais chances de encontrar voos com preços melhores. “Porém, caso a pessoa opte por viajar em período considerado de alta temporada ou em uma época em que esteja acontecendo algum evento, o ideal é fechar a passagem aérea e a hospedagem com seis meses de antecedência”, destaca. 

 Bagagem de mão 
A bagagem de mão é o único item autorizado a levar na cabine do avião, sem precisar despachar com o restante das malas. As companhias áreas possuem regras específicas sobre os objetos autorizados a levar neste tipo de bagagem, porém, Orsini adianta que não são permitidos armas, itens cortantes e pontiagudos, e substâncias explosivas e tóxicas. Para viagens dentro do Brasil, é direito do viajante levar, gratuitamente, uma bagagem de até 10kg j. Já a bagagem despachada é paga e os preços alteram-se conforme a data do embarque. “Além da bagagem de mão, algumas empresas permitem viajar, gratuitamente, com mochila. É preciso consultar o site da companhia para verificar se é permitido e, caso seja, ficar atento às regras de medidas e proporções deste item”, explica o proprietário da Capo.
fotos: divulgação

sábado, 18 de junho de 2022

Vivalá lança expedições de Volunturismo nas áreas de saúde, educação, meio ambiente e bioeconomia na Amazônia

Expansão faz parte da estratégia da organização em gerar cada vez mais impacto socioambiental positivo nos biomas e em comunidades tradicionais brasileiras"


A Vivalá - Turismo Sustentável no Brasil acaba de anunciar a expansão de seus programas de Volunturismo na maior floresta tropical do mundo. Adicionalmente ao seus tradicionais programas focados na bioeconomia, com a capacitação profissional de microempreendedores locais por meio de sua metodologia a Universidade Vivalá de Negócios, novas frentes de Volunturismo nas áreas de saúde, educação e meio ambiente acabam de ser lançadas e as vivências ocorrerão ao longo de todas as semanas do ano.

O Volunturismo é a união entre as experiências de turismo de base comunitária (TBC) da Vivalá e a prática  de voluntariado  durante  uma mesma  viagem,  criando  uma  profundidade  e envolvimento inigualáveis com o destino visitado.  É realmente muito especial e gratificante poder contribuir  com pessoas na Amazônia enquanto conhecemos toda sua diversidade e cultura”, explica o Cofundador e Diretor de Operações da Vivalá, Pedro Gayotto. 

Programas que geram ainda mais impacto 

Levando em consideração as demandas das comunidades ribeirinhas visitadas, a Vivalá aumentou seus programas e frentes de atuação no Volunturismo. Agora, os viajantes poderão escolher sua área de atuação entre saúde, educação, bioeconomia e meio ambiente, em períodos de 1 a 4 semanas. As expedições possuem datas flexíveis e podem ser agendadas de acordo com a disponibilidade do volunturista. 

Durante sua permanência, os viajantes ficam hospedados na casa de membros da comunidade, dormindo, alimentando-se e vivendo o dia-a-dia de uma comunidade ribeirinha em meio à floresta amazônica. Durante os dias de semana, o volunturista irá realizar de 4 a 6 horas de voluntariado e, nos demais períodos, poderá conhecer a região, as pessoas e participar da rotina comunitária. A experiência é a mais imersiva da Vivalá, por tratar os viajantes mais como locais do que como turistas. 

“Acreditamos que essa nova modalidade de experiência irá gerar inúmeros benefícios para a região do Rio Negro nos próximos cinco anos. Neste período, esperamos receber 500 viajantes, gerando quinze mil horas de trabalho voluntário nos destinos e injetando mais de um milhão de reais na economia do território, sendo que a maior parte do montante será destinado diretamente para as famílias que receberão os volunturistas em suas casas”, afirma Pedro.

As quatro áreas de atuação do Volunturismo Vivalá

O programa de Volunturismo na área de saúde foi construído em conjunto com o poder público municipal através da Secretaria de Saúde e os atendimentos serão realizados na UBS (Unidade Básica de Saúde) local e em outros espaços comunitários. A região está buscando médicos, dentistas, nutricionistas, assistentes sociais e fisioterapeutas que irão contribuir de maneira expressiva com a melhoria da qualidade de vida de centenas de ribeirinhos locais que têm pouco ou nenhum acesso a especialidades de saúde na região. 

Na área de educação, o programa também foi construído em conjunto com o poder público municipal, desta vez com a Secretaria de Educação. O Volunturista irá auxiliar professores titulares da escola que atende cerca de 100 crianças e jovens, do pré ao ensino fundamental, onde há poucos professores para muitos alunos de diferentes idades. Esta frente de voluntariado é indicada para pedagogos, psicopedagogos, professores de idiomas, professores de educação física e assistentes de sala de aula (que não precisam de nenhuma formação específica).

Para os interessados em bioeconomia, a imersão será na rotina de uma artesã ribeirinha, que carrega em seu trabalho a ancestralidade, a feminilidade e a cultura típica da região. Qualquer pessoa interessada em contribuir no desenvolvimento de um negócio local com um empreendedor comunitário é indicado para essa área. A metodologia da Universidade Vivalá de Negócios será o fio condutor para guiar o volunturista em sua missão.

Já no Volunturismo de meio ambiente, o viajante vai atuar na rotina do projeto de regeneração de vida marinha do Rio Negro, principalmente atuando na preservação de quelônios da Amazônia, com diversas espécies de tartarugas da região sendo beneficiadas. Para esta frente de trabalho, também não é necessário ter alguma formação específica, apenas o interesse e paixão pela conservação ambiental.

O que dizem os ribeirinhos envolvidos e beneficiados


Odenilze Ramos é facilitadora da Vivalá no Amazonas desde setembro de 2021 e acompanha os moradores das comunidades locais. Para ela, as ações de Volunturismo causam um impacto de enorme importância na região: “Para mim que conheço o programa de bioeconomia de perto, o impacto principal é que os empreendedores estão realmente se desenvolvendo. Para eles, o impacto é o reconhecimento, se entender no lugar de empreendedor e conseguir trabalhar para tornar o produto deles cada vez mais sustentável, empoderando sua cultura”.

A facilitadora citou exemplos de empreendedores que estão bastante empenhados em seus negócios. Uma dessas empreendedoras é Regina Ramos, artesã que recebe volunturistas em bioeconomia para auxiliarem em seu negócio. “A Regina vem se desenvolvendo em uma velocidade muito acelerada e eu venho acompanhando essa evolução”, afirma Odenilze.

Regina é responsável pelo Artesanato Sapopema, onde produz e comercializa biojoias. “A Vivalá me direcionou a montar esse negócio e hoje também recebo volunturistas em minha casa que possam me ajudar, passo a passo, a evoluir meu negócio. Apresentar meu trabalho, conversar sobre as etapas e pensar juntos é muito gratificante pra mim.”, explica.

A empreendedora frisa a importância do auxílio oferecido. “Eles não dão o peixe. Eles dão a oportunidade de aprendermos a pescar e, com as oportunidades que eles dão, a gente tem mais ideia no que investir, do que fazer e como fazer. Para mim, é esse tipo de apoio que eu busco”.

Outro parceiro da Vivalá que consegue mensurar de forma prática o impacto do trabalho de Volunturismo na região é o ribeirinho Gabriel Gomes, condutor parceiro da Vivalá há cinco anos. “No começo foi difícil, mas hoje com o trabalho que eu faço e, com a parceria da Vivalá, tenho conseguido chegar ao objetivo que eu sonhei: o de desenvolver a minha região por meio da construção das pessoas com a mentalidade empreendedora no turismo de base comunitária”. 

“Realizar uma expedição de Volunturismo é uma experiência extremamente enriquecedora e diferente de qualquer outra. É uma viagem que faz bem pra todo mundo (para quem viaja, para quem recebe e para o  planeta), além de transformar muitas vidas - começando pela do próprio viajante. Isso se torna uma janela para novas realidades, uma oportunidade única de furar a bolha em que vivemos normalmente para conhecer um Brasil profundo e, como muitos viajantes gostam de definir, a partir do modo de vida e da sabedoria ancestral dos povos tradicionais” explica Gayotto.

Experimente uma viagem com propósito 

O valor da expedição de voluntariado individual pode variar entre R$ 2.200 para uma semana e R$ 8.800 para quatro semanas, por pessoa, a depender da área de atuação e duração da experiência, incluindo acomodação em casa de família da comunidade, três refeições diárias, transporte ida e volta de Manaus no primeiro e último dia acompanhado de um condutor ou facilitador da Vivalá e seguro-viagem. Não estão inclusas passagens aéreas até o ponto de encontro em Manaus (AM) e compras pessoais. Para mais informações sobre as expedições flexíveis para a Amazônia, acesse o link https://experiencias.vivala.com.br/Volunturismo-rio-negro.

Sobre a Vivalá

A Vivalá Turismo Sustentável no Brasil surgiu em 2015 como uma empresa social com a missão de ressignificar as relações das pessoas com o Brasil através do Turismo Sustentável, empoderando comunidades e transformando percepções. A organização é especializada em expedições em unidades de conservação com profunda interação com a natureza e imersão nas comunidades tradicionais locais através do Turismo de Base Comunitária. A Vivalá recebeu 10 prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais importantes em sua trajetória, sendo convidada para compor a rede Young Leaders of Américas do Departamento de Estado Americano em 2018, premiada como a agência mais sustentável do Brasil em 2019 pela ONU, Organização Mundial do Turismo e Braztoa, além de ter sido escolhida, em 2021, pela Fundação Grupo Boticário, Aceleradora 100+ da Ambev e PPA, e iniciativa global da Yunus & Youth para fazer parte de seus programas de aceleração. Em 2022, venceu pela segunda edição consecutiva o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, em reconhecimento às ações sustentáveis durante a pandemia e está sendo investida pela AMAZ, aceleradora de negócios de impacto na Amazônia. No site www.vivala.com.br é possível encontrar todos os roteiros e expedições disponíveis ao redor do Brasil. Mais informações pelo e-mail contato@vivala.com.br ou telefone (11) 95658-5778.

fotos: Divulgação

sexta-feira, 17 de junho de 2022

Mundo a Vapor lança campanha Inverno que Aquece

“Parque combina ações solidárias com diversão para toda a família”

Enquanto faz frio lá fora, dentro do Mundo a Vapor uma programação divertida e quentinha está acontecendo todos os dias. É a  “ Campanha Inverno que Aquece”,  que  começou no dia  10 de junho seguindo até o dia  30 de agosto, diariamente, no Parque Temático Mundo a Vapor, em Canela, na Serra Gaúcha.

Doação de Agasalhos

Peppe  o anfitrião no Mundo a Vapor

A proposta começou pelo envolvimento da Tripulação, como a equipe é chamada. Moradores de Canela, Gramado, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula, Três Coroas e Igrejinha apresentando comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone) e levando um agasalho para doação, tem acesso a todos os atrativos do Mundo a Vapor pelo valor de 20 reais. 

A promoção é válida para até quatro bilhetes de acesso ao parque por endereço. Os agasalhos doados serão repassados para três instituições: Centro Social Padre Franco, Unidade de Acolhimento Casa Lar, ambas em Canela, e Instituto Santíssima Trindade, em Gramado.

credito: divulgação 

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Tapetes Coloridos no feriado de Corpus Christi em São Miguel das Missões

“A data é um momento para os cristãos celebrarem a Eucaristia” 


A Comunidade Católica de São Miguel das Missões comemora o Corpus Christi este ano, confeccionando Tapetes Coloridos de Serragem alusivos à data.

A confecção dos Tapetes com Serragem vai acontecer na frente da Guarita de entrada do Sítio Histórico e da Secretaria de Turismo de São Miguel das Missões, a partir das 07h da manhã desta quinta-feira, feriado dia 16, e a Benção do padre jesuíta local vai ser as 14 horas. O Tapete Colorido ficará à disposição dos turistas para fotos selfies até o domingo dia 19.

São 16 “quadros” com imagens bíblicas, representativas da religião católica com  mais de 50 metros.

Participaram na confecção do Tapete, representantes de  vários movimentos da Igreja local: catequistas, missionários, Emaús, JEM – Jovens em Movimento e o MCC – Movimento de Cursilho de Cristandade. Além destes, voluntários do Lions Club, ACI, do CTN - Centro de Tradições Nativistas, IPHAN, Artesanato Avambaé e Secretaria Municipal de Turismo.

A presença da Companhia de Jesus na região remonta ao período das reduções jesuítico-guaranis. No final do século 17, sete aldeamentos indígenas foram fundados pelos jesuítas ali sob a tutela da coroa espanhola, para a catequização dos índios.

O comando da Paróquia de São Miguel Arcanjo pela congregação jesuítica aconteceu a pouco mais de um ano atendendo um pedido da comunidade local.

O que - Comemoração de Corpus Christi em S Miguel das Missões.

Quando – de 16 a 19 de junho (quinta-feira a domingo).

Local – Em frente à Secretaria de Turismo local e ao portão de entrada no Sítio Histórico.

 

Tapete de Corpus Christi em São Miguel das Missões

Justificativa Histórica

As Missões Jesuíticas na América tinham os dias de festa, como o “Dia do Santo Padroeiro”, a “Semana Santa” e o “Corpus Christi”.

A data de Corpus Christi era a principal festa religiosa nas Missões Jesuíticas na América. Alguns autores afirmam que as procissões nestes dias faziam parte da estratégia de catequização dos guaranis.

Nas Missões da Bolívia, por exemplo, a rua principal, de frente para a Igreja, era sempre chamada de “via processional” e onde aconteciam as procissões religiosas.

De outro modo, a prática dos “tapetes coloridos de Corpus Christi” surgiu na região dos Açores em Portugal no século XIII e foi introduzida no Brasil no período colonial, sendo rapidamente difundida por toda a colônia. Hoje é uma prática dos católicos em todos os Estados Brasileiros.

O dia de Corpus Christi é uma oportunidade para os cristãos celebrarem um dos sacramentos que fundamentam a Religião Católica: a Eucaristia.

A expressão Corpus Christi vem do idioma antigo Latim e quer dizer “corpo de Cristo”.

A comemoração de Corpus Christi ocorre exatamente 60 dias após a Páscoa. A data é celebrada obrigatoriamente em uma quinta-feira. Isso acontece como uma simbologia pelo fato de que a Última Ceia ocorreu em uma quinta-feira, segundo a tradição católica 

fotos: divulgação

sexta-feira, 10 de junho de 2022

Alguns dos aviões de músicos mais famosos da história



Este ano tem Rock in Rio  e se tem uma coisa que é certa é que veremos diversos astros da música chegarem ao Brasil em grande estilo, a bordo de aviões personalizados. Para estes artistas viajar em primeira classe não basta, é preciso ter (ou alugar) seu próprio avião e deixá-lo do seu jeito. E essa história vem de longa data: conheça alguns dos aviões de músicos mais famosos da história.

Elvis Presley

 

O Rei do Rock talvez tenha sido um dos primeiros artistas da música a comprar seu próprio avião. Em 1975 ele adquiriu um Convair 880 1958 e o batizou de Lisa Marie, em homenagem à sua filha. Após uma renovação de quase 1 milhão de dólares (valores altíssimos para a época) ele finalmente pode cruzar os céus com um jato ao seu gosto onde até as fivelas dos cintos de segurança eram banhadas a ouro.

Hoje o avião faz parte do acervo do Museu Graceland, em Memphis, nos Estados Unidos, onde os visitantes podem entrar e conhecer o seu interior.

Led Zeppelin

O Led Zeppelin foi uma das maiores bandas de rock dos anos 70 e no auge do sucesso chegavam para suas apresentações a bordo de um Boeing 720 apelidado de Starship (espaçonave, em inglês).

O modelo tinha apenas 40 assentos para dar lugar a mesas, um bar, sala de tv e até um órgão elétrico. Graças ao avião, a banda conseguiu manter bases permanentes em cidades como Chicago, Nova Yorque e Los Angeles  durante as longas turnês americanas de 1973 e 1975. O avião aparece no filme “The Song Remains the Same”.

The Rolling Stones

Os Rolling Stones são sem dúvida a banda de rock de sucesso mais longeva da história, ainda fazendo o bom e velho rock ‘n’ roll com Mick Jagger e Keith Richards chegando aos 80 anos de idade!

Em sua trajetória os Stones tiveram diversos aviões à sua disposição. Na turnê “No Filter” de 2017, por exemplo, eles cruzaram os céus a bordo de um Boeing 767-300ER personalizado com a logo da banda.

Guns ‘n’ Roses


Quando Axl, Slash e Duff estiveram no Brasil pela última vez, uma das atrações da turnê foi o Boeing 757-200 prateado, ostentando o símbolo da banda. O Guns é atração confirmada do Rock in Rio e retorna ao país este ano. Será que teremos novidades no avião que vai trazê-los?

Jay Z

O que comprar de presente para alguém que já tem tudo? A resposta da Beyoncé no dia dos pais de 2012 foi um jato Bombadier Challenger 850. É isso mesmo que você leu, a cantora deu de presente ao marido, Jay Z, um jato avaliado em US$ 40 milhões. 

Drake


Outro que resolveu botar a mão no bolso e comprar seu próprio avião foi o cantor canadense Drake. E não foi qualquer avião não! O artista comprou um Boeing 767 pela bagatela de 200 milhões de dólares e o batizou de Air Drake.

Iron Maiden

A história dos aviões de músicos famosos poderia se estender muito mais, mas nenhuma lista ficaria completa sem o “Ed Force One”, meio de transporte oficial da banda de heavy metal Iron Maiden. Nada mais, nada menos, que um Boeing 747-400!

Achou pouco? E se eu te contar que o vocalista do Iron, Bruce Dickinson, também faz as vezes de piloto entre um show e outro? Sim, Mr. Dickinson é piloto comercial certificado!

Infelizmente o cantor, que faz 64 anos em agosto, em breve não poderá pilotar mais o “Ed Force One”. Isso porque regras da FAA e ICAO determinam que pilotos comerciais devem se aposentar ao completar 65 anos. Então logo, logo, Bruce vai ter que se contentar com um dos assentos VIP do jato.

Lamentavelmente o Boeing 747-400 de matrícula TF-AAK fez sua viagem derradeira em 19 de abril de Ostrava, na Bélgica, para Kemble, no interior do Reino Unido,  onde seguiu  para desmonte. (igormiranda.com.br)

O Iron Maiden volta ao Brasil no segundo semestre para quatro apresentações.

27 de agosto: Curitiba – Pedreira Paulo Lemiski

30 de agosto: Ribeirão Preto – Arena Eurobike

2 de setembro: Rock in Rio 2022 (ingressos esgotados)

4 de setembro: São Paulo – Estádio do Morumbi

Fonte: Site “Melhores Destinos”https://www.melhoresdestinos.com.br/  com texto de João Goldmeier em 10/06/2022

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Amanhã (7) Uruguai realiza rodada de negócios e workshop com foco no turismo

 "O evento - Experimente o Uruguai – vai mostrar aos gaúchos as novidades e experiências no país" 

Para fortalecer o relacionamento com o público do Rio Grande do Sul e ampliar o desejo dos gaúchos de viajar, o Ministério do Turismo do Uruguai e a CAMTUR (Câmara de Turismo Uruguaia) realizarão, na terça-feira (07), uma rodada de negócios e workshop com foco na área do turismo.

Destinado a agentes e operadores de viagem, imprensa e influenciadores digitais, o evento “Experimente o Uruguai” ocorrerá no Hotel Hilton Porto Alegre, das 14h às 20h30min.

Com o objetivo de fortalecer o posicionamento da marca Uruguai Natural em território brasileiro, o evento apresentará as novidades do país e experiências únicas relacionadas principalmente ao enoturismo, turismo rural, gastronomia e produtos que se somam às tradicionais atrações uruguaias.

A rodada de negócios,  conta  com a participação de 24 empresas de turismo, incluindo hotéis, agências e destinos turísticos, que  estarão à disposição para apresentar projetos e novidades a agentes e operadores de viagem. A companhia aérea Azul, que conecta o país com os gaúchos, também estará presente.

 “O Uruguai é um país de braços abertos, com grande conectividade e proximidade geográfica e cultural com os gaúchos. Queremos ampliar nossas afinidades e laços de irmandade durante o evento”, explicou Roque Baudean, diretor nacional de Turismo do Uruguai.

O workshop “Experimente o Uruguai” é um incentivo aos brasileiros que, desde a abertura das fronteiras, em novembro, têm buscado cada vez mais o país vizinho. Parte desse movimento pode ser visto em números: no primeiro trimestre deste ano, o Uruguai recebeu mais de 56,1 mil brasileiros, o que equivale a cerca de 20% do total de visitantes que ingressaram no país no período.

O evento é uma promoção da Câmara de Turismo do Uruguai.

Programação

 Evento “Experimente o Uruguai”

7 de junho, das 14h às 20h30

Hotel Hilton Porto Alegre

Atividades – Sala Mercosul (4º piso)

 14h – Início da rodada de negócios com mais de 20 empresas uruguaias

 15h30 – Maldonado, turismo o ano inteiro – Apresentação Intendência de Maldonado com Javier Baez

 15h50 – Enjoy Punta del Este: enoturismo, MICE e o novo fenômeno do poker  – com Carolina Soria

 16h10 – Experiências em Rocha com Maíra Fraire

 16h45 – Viva sua História, Experimente Colônia o ano todo

 17h05 – Colônia – Associação turística de Colônia

 17h30 – Azul Linhas Aéreas com Luciano Matusiak

18h30 – Coquetel Experimente o Uruguai

 20h30 – Encerramento do evento

A delegação do Ministério de Turismo segue  para Curitiba para participar da Feira Expo Paraná Turismo.  

Fotos: Divulgação Ministério do Turismo do Uruguai 

Fonte: Mtur Uruguai